#DICASZEN, Alimentação

Como fazer reeducação alimentar?

Quem nunca ficou oscilando entre dietas milagrosas e comer tudo que vê pela frente e, consequentemente, não consegue manter o peso ideal por muito tempo? Pois é, estamos juntos nessa e vamos te mostrar como fazer uma reeducação alimentar!

Em busca de um corpo perfeito, muito se vê por aí, pessoas adotando diversas dietas super restritivas para alcançar em pouco tempo o peso desejado. 

Porém, muitas acabam retornando ao peso anterior quando acaba com a dieta, isso se dá, porque seu organismo está acostumado a um consumo e após dias de restrições, muitas vezes severas, ele entre em compulsão alimentar.

Atualmente, as pessoas estão mais informadas e atualizadas, buscando não só perda de peso, mas também uma qualidade de vida como um todo. A seguir, vamos te mostrar, o porque é tão importante realizar uma reeducação alimentar e como começar esse processo.

O que é reeducação alimentar?

Nada mais é que, aprender e acostumar nosso corpo a comer direito, “fazendo as pazes” com a comida. Você pode comer qualquer coisa que gosta, desde que, saiba controlar seu consumo.

Algumas pessoas, começaram a vê alguns alimentos como vilões e, ao mesmo tempo, os acham mega saborosos. Com isso, tentam cortar de vez aquele alimento, mas não conseguem ficar muito tempo sem comer e quando comem, para saciar toda a vontade, acabam comendo descontroladamente e se sentem culpados depois.

A ideia da reeducação alimentar é exatamente ao contrário, não se restringir. E sim, se esforçar para comer sempre saudável, porém, se bater uma vontade de comer alguma coisa, coma. Mas em pequena quantidade somente para não ter aquele desejo crescendo dentro de você. 

Com o tempo e com os novos hábitos, você vai como consequência, perdendo a vontade e interesse em certos alimentos.

Qual a diferença entre dieta e reeducação alimentar?

As dietas têm início e fim, normalmente, são bem restritivas, trazendo uma rápida perda de peso. Entretanto, por serem muito restritivas, acabam não tendo todos os nutrientes necessários ao organismo trazendo além da perda de peso desejada, perda muscular e deficiência de vitaminas no organismo.

Como isso, após alguns dias de dieta, seu organismo começa a “solicitar” outros alimentos e você acaba ficando com vontade exagerada de comer açúcar, carboidrato, etc. Tornando grandes as chances de um ganho de peso rápido na mesma proporção que perdeu.

Já na reeducação alimentar, não ocorre restrição e sim criasse novos hábitos alimentares, suprindo todas as vitaminas necessárias ao organismo e trabalhando a quantidade de alimentos consumidos também, com isso a perda de peso é lenta, porém é duradoura e não ocorre perda muscular, pelo contrário, se aliada a atividades físicas ocorre o ganho de massa magra.

Como você pode perceber, a reeducação alimentar é um trabalho que envolve muito a mente. Você primeiro precisa entender os benefícios que essa reeducação traz para sua vida como um todo. E ir mostrando ao seu corpo, aos poucos, que você não precisa de certos alimentos que são prejudiciais a ele, criando novos hábitos.   

Quais os benefícios da reeducação alimentar?

Como falado anteriormente, você precisa ter muito claro em sua mente todos os benefícios que a reeducação alimentar traz, para que seu foco não mude ao longo do caminho até o hábito alimentar estar totalmente instalado no seu corpo e na sua mente. Então, a seguir vamos citar alguns deles:

Qualidade de vida

Já está mais que comprovado que para se ter uma vida longa, ativa e saudável é necessário acima de tudo ter uma boa alimentação. Além disso, ela reduz drasticamente o risco de doenças. É a base de tudo! Então se você tem esse objetivo de vida, saiba que a reeducação alimentar é de extrema importância.

Qualidade de sono

Existem diversos relatos de pessoas que tinham problemas para dormir a noite. Com a mudança nos hábitos alimentares, passaram a ter o sono regular a noite e consequentemente acordam mais dispostos e descansados.

Controle da gordura corporal

Como já falado anteriormente, com o hábito de se comer saudável e em proporções certas, ocorre a perda de peso gradual e, posteriormente, é mantido o peso ideal sem comprometer a massa magra e os nutrientes que seu organismo precisa.

Como começar o processo de reeducação alimentar?

Bom, agora que já explicamos tudo, vamos para as instruções de como começar e ter sucesso com o processo de reeducação alimentar:

Orientação de um profissional

Procure orientação médica, um profissional da área vai te ajudar a montar um cardápio de acordo com seu estilo de vida e biotipo, além claro, de saber exatamente as proporções exatas que você precisa comer.

Comer de 3 em 3 horas

Ficar muito tempo sem comer faz com que seu organismo trabalhe de forma lenta e, com isso, tenha dificuldade em queimar calorias. Pois, ele estoca energia, porque não sabe quando receberá nutrientes novamente. Então, assim que acordar tome café da manhã imediatamente e mantenha um ritmo de alimentação sem pular nenhuma refeição. Lembre-se, a chave do sucesso é a qualidade e a proporção que é consumida.

Pratos coloridos

Diversificação nos alimentos é um ótimo aliado para suprir todos os nutrientes necessários para o organismo. Procure colorir sempre o prato, consuma nas refeições principais um alimento de cada cor e vai modificando nas próximas refeições. Entre as refeições principais, consuma frutas, não esquecendo de variar também as cores. Se nutrir de alimentos saudáveis e diversificados é o principal e essencial.

Evitar frituras, doces, alimentos processados e semi prontos

Dê prioridade aos cozidos e assados, use e abuse dos temperos naturais, evite alimentos com teor grande de açúcar. Faça você mesmo seus alimentos, até mesmo os molhos. Existem diversas receitas na internet de passo a passo de como preparar cada item que é vendido no mercado já pronto. Quando você começar a dominar a cozinha, vai perceber como é mais gostoso, além de muito mais saudável os alimentos preparados em casa com temperos naturais e não vai mais querer comprar pronto ou semipronto.

Optar por carboidratos integrais

Por ter absorção lenta, evitando os picos de insulina, dão saciedade por mais tempo, além de serem ricos em fibra, sendo um ótimo aliado ao funcionamento do organismo.  

Comer devagar 

Outro ponto importante é comer devagar, mastigando bem os alimentos antes de engolir, além de ajudar na digestão, ajuda também a perceber quando seu organismo está satisfeito, evitando comer além do necessário.

Preparar sua dispensa

Pode parecer óbvio, ou besteira, mas muitas pessoas pecam nisso. Não compre aquilo que você não pretende comer. Se não tem na geladeira ou no armário, dificilmente você vai pedir para entregar na sua casa. Então, compre arroz, pão, macarrão, integrais, e ao invés de comprar o molho de tomate, compre tomates e temperos e faça você mesmo o molho, ao invés de comprar batatas pré fritas, opte por comprar a batata normal e procure fazer receitas com ela cozida ou assada, ao invés de comprar biscoitos, faça você mesmo, com receitas da internet biscoitinhos a base de farinhas saudáveis como as de castanha, etc. Use a criatividade e a internet a seu favor!

Sucesso na reeducação alimentar!

Nunca é tarde para começar novos hábitos, nunca é tarde para buscar o melhor para sua vida. Então comece hoje, não deixe para amanhã, não crie empecilhos na sua cabeça. 

 

Leia e releia sempre que necessário esse texto. Foque nos seus objetivos. E boa sorte!

Vem ser Zen!

Deixe uma resposta