#DICASZEN, Alimentação, Estilo de Vida Zen

Dicas para melhorar a sua alimentação

Muito se fala em ter uma alimentação adequada e melhorar o estilo de vida. Num mundo cada vez mais tecnológico, e cheio de informações na ponta dos dedos, ainda existem diversas doenças surgindo, onde muitas delas, são devido a má alimentação.

Vamos agora começar pelo básico, vamos te mostrar que simples mudanças de hábitos podem trazer grandes resultados na busca por melhorar sua alimentação.

E se você tem uma vida corrida, com pouco tempo para se dedicar a cozinha e acha que essa tarefa é difícil para você, continue lendo esse texto, que tenho certeza que ao final, você irá mudar de opinião.

O que é alimentação saudável ?

Para começar, vamos falar sobre o que é uma alimentação saudável. Afinal, você sabe exatamente o que é?
Uma alimentação saudável é aquela onde suprimos todas as nossas necessidades nutricionais, com frutas, legumes, verduras, sais minerais, gorduras boas, fibras, carboidratos, proteínas, etc. Tudo de forma equilibrada, variada e colorida. Esqueça o excesso, moderação é a palavra-chave para tudo.

Escolhemos diversas vezes ao dia o que vamos comer. E ter uma alimentação saudável está diretamente ligado a escolher produtos naturais ao invés dos industrializados e processados.

Como começar a melhorar a alimentação?

Como disse anteriormente, pequenas mudanças de hábito já vão melhorar significativamente sua alimentação. Agora vamos falar sobre cada uma delas:

1. Beba água.

Todo mundo sabe que beber água é importante para nos mantermos hidratados. Mas, mesmo assim, muitas pessoas passam horas e mais horas sem beber um copo de água. Se você precisa de mais motivos para priorizar a água além de se manter hidratado, vamos te dar. A água te ajuda a eliminar toxinas, melhorar o metabolismo e o funcionamento do intestino.
Agora, coloque seu celular para despertar de hora em hora, ou baixe um aplicativo que irá te lembrar de beber água. Até que se torne um hábito.
É importante beber pelo menos 2 litros por dia, mas não beba durante as refeições. O correto é beber 30 minutos antes ou 60 minutos após, isso porque a bebida atrapalha no processo digestivo.

2. Conhecendo seu paladar e seu estilo de vida.

Cada pessoa tem um estilo de vida, um paladar e uma rotina. Então, não podemos padronizar a alimentação, não é mesmo ?
O erro de muitos é deixar a rotina ditar o que ele vai comer, isso acaba fazendo com que, por falta de tempo, recorra aos industrializados. Vamos acabar com isso! Como? Planejando a alimentação em torno do seu dia. Para fazer esse planejamento você precisa ter em mente algumas coisas bem definidas como:

Quanto tempo em média você tem para preparar sua refeição?
E quanto tempo para comer?
Prefere pratos práticos ou elaborados?
Gosta de comida quente ou fria?

Com as respostas em mente, planeje suas refeições para semana (ou para mais tempo se preferir) e compre apenas o necessário para seu preparo. Não compre o que você não pretende consumir. Caso tenha dificuldades em planejar suas refeições, pode recorrer a um profissional da área.

3. Praticidade no preparo.

Com seu planejamento semanal pronto e os itens comprados, tire algumas horas para deixá-los semi-prontos. Isso mesmo, quanto mais adiantado estiver seu prato, mais rápido e prático será sua finalização durante a semana.
Deixe os temperos cortados e armazenados na geladeira, lave os legumes e verduras e se possível deixe-os já cortados, cozinhe o feijão, tempere e separe em potes no congelador, etc. Alguns alimentos podem ser preparados, congelados e quando for consumir, após o descongelamento estarão como frescos.
Deixar os alimentos semi-prontos vai reduzir muito o tempo de preparo no decorrer da semana.

4. Tenha calma para comer!

Tão importante quanto comer alimentos saudáveis é comer devagar. Além de comer menos, pois você vai perceber quando seu corpo está satisfeito, ao comer com calma, você mastiga melhor os alimentos, e isso é essencial para sua digestão! Você estará favorecendo o tempo que seu organismo tem para digerir e dando menos trabalho a ele já que o alimento estará bem triturado.

5. Tenha horários definidos.

Tenha horários para comer, se esperar sentir fome é bem provável que vai descumprir o recomendado acima, vai comer rápido e em grande quantidade.
Definindo horários, seu organismo vai entrar no ritmo, tornando um hábito e consequentemente vai trabalhar melhor. O ideal é comer no mínimo de 2 em 2 horas e no máximo de 4 em 4 horas. Que tal ficar no meio termo, de 3 em 3 horas? Lembrando que é apenas uma sugestão, como falado anteriormente, cada pessoa tem uma necessidade e de acordo com a sua, defina o tempo entre as refeições respeitando os limites acima.

6. O que não pode faltar!

Frutas e hortaliças devem ser consumidas diariamente, com uma média de 5 porções, podendo dividir e variar a cada refeição. São ótimas fontes de vitaminas, fibras e minerais.

Por falar em fibras, o consumo médio de duas colheres por dia ajuda no funcionamento do intestino, elimina toxinas e hormônios ruins. Use a criatividade e inclua nos seus alimentos a linhaça, aveia, sementes, chia, etc.

Outro alimento rico em fibra são os integrais, que ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue, controlar o colesterol e a saciedade, isso mesmo, você vai demorar mais a sentir fome. Vamos trocar tudo por integrais?

A dupla, alho e cebola, deve fazer parte de todos os seus preparos, pois aumentam sua imunidade sendo responsáveis por prevenir inúmeras doenças.

Nos lanchinhos entre as refeições principais, inclua gordura boa como abacate, castanhas, coco, cacau, etc. Que tal uma batida de abacate com cacau? Ou um mix de castanhas? Tenho certeza que além de saudável será muito gostoso.

Para finalizar, não esqueça do consumo diário de proteínas, elas são fundamentais para o bom funcionamento do nosso corpo.

7. O que devemos reduzir ou substituir.

Produtos que possuem muitas substâncias químicas e conservantes, como os industrializados e processados dão mais trabalho para nosso organismo neutraliza algumas toxinas e eliminar outras, além de ser um dos grandes responsáveis por doenças como câncer, por exemplo. Por isso, leia os rótulos! É importante conhecer a composição dos alimentos.

Refinados, os famosos e bonitinhos branquinhos como açúcar, arroz, massas, não possuem quase nutriente algum, pois passam por um processo para ficar dessa cor e consequentemente não são bons ao nosso organismo. Como falado anteriormente, vamos consumir os marronzinhos (Integrais) e substitua o açúcar refinado por açúcar de coco ou adoçantes.
Diminua o consumo de sal, pois o sódio aumenta a pressão arterial e as chances de possíveis doenças cardiovasculares.

Para fechar com chave de ouro.

Como vimos, uma alimentação adequada e balanceada está diretamente ligada a rotinas e hábitos saudáveis que você pode começar a colocar em prática hoje mesmo.
Além disso, melhorar a sua alimentação ajuda na prevenção do estresse alimentar. Com isso, seu mau humor e fadiga estão com os dias contados!

Confira nossos produtos!

VEM SER ZEN!

Deixe uma resposta