Low Carb

Intestino preso e Low Carb

Já falamos diversas vezes aqui no blog, sobre os benefícios do Low Carb para a saúde física e mental do ser humano.   A mesma auxilia  principalmente na perda de peso, consideravelmente rápida, comendo diversos alimentos super gostosos e saudáveis.

Entretanto, alguns efeitos colaterais são sentidos, por algumas pessoas, na fase de transição, sendo um deles o descontrole do intestino. A seguir, vamos explicar o porquê isso acontece e quais alimentos podem ser consumidos para melhorar esse quadro. Continue aqui conosco!

O que pode acontecer com o intestino ao iniciar a alimentação Low Carb?

Intestino preso

O intestino preso é a mais comum das queixas de quem sofre com alterações no intestino, ao iniciar a alimentação low carb. Um dos motivos que podem motivar essa situação acontecer é: quando consumimos muitos carboidratos, ocorre uma retenção de líquido no organismo. Ao diminuir esse consumo, automaticamente o primeiro a se perder no organismo é a água acumulada. Com isso, pode ocorrer uma desidratação, deixando as fezes mais secas dificultando a sua eliminação.

Intestino solto

O intestino solto é mais raro de se ouvir queixas, entretanto algumas pessoas acabam tendo esse sintoma na transição. Um dos fatores que podem ocasionar essa situação é consumir de forma repentina e em grandes quantidades alimentos que você não tinha o hábito de consumir, como por exemplo a gordura. Mas, aos poucos, conforme seu organismo vai se adaptando, o funcionamento do intestino vai voltando ao normal.

Como saber se estou com intestino preso?

Entendam que nem sempre, ir menos ao banheiro significa que você está com prisão de ventre. Digo isso porque, quando consumimos alimentos com alto teor nutritivo, maior absorção ele tem pelo organismos e menos do alimento será eliminado, em forma de fezes. Outro ponto é que, a tendência é comer menos quando se adota a alimentação low carb, auxiliando assim, o organismo a produzir menos bolo fecal.

Caso você esteja indo 3 vezes ou menos ao banheiro por semana, sinta dores ou desconfortos abdominais, com fezes secas e duras, isso sim é sinal de que seu intestino está preso e você deve tomar algumas atitudes para melhorar esse quadro. Sendo algumas delas o consumo de alimentos que vamos falar a seguir.

Alimentos que soltam o intestino

Caso você esteja sofrendo, neste período de adaptação do organismo a alimentação low carb, de prisão de ventre, saiba que existem alimentos que facilitam a evacuação ou estimulam o intestino, conhecidos como laxativos naturais. E principalmente, soltam o intestino sem precisar ingerir carboidratos em excesso, conseguindo manter a alimentação low carb. São eles:

Semente de Chia: Rica em fibra que aumenta o volume das fezes e promove sua regularidade.

Frutas vermelhas, Coco e abacate: Possuem uma boa quantidade de fibra, nutrientes além de gordura monoinsaturada (gordura boa), sem conter um absurdo de carboidrato na sua composição.

Leguminosa: Também possui uma quantidade considerável de fibras, além de ajudar a aumentar a produção de ácido butírico, que ajuda no funcionamento do intestino preso, e não para por aí, as leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, etc.), também atuam como agentes anti-inflamatórios, reduzindo a inflamação intestinal.

Linhaça: É totalmente indicada tanto para o tratamento do intestino preso quanto para o solto. Possui grande quantidade de ácido graxo, ômega-3, proteína, além de muitos outros nutrientes. A linhaça contém um bom equilíbrio de fibra solúvel e insolúvel, o que ajuda a reduzir o tempo de eliminação e adicionar volume às fezes.

Kefir e Iogurte: Os probióticos presentes melhoram a saúde digestiva como um todo, aumentam a regularidade intestinal e melhoram a consistência das fezes.

Folhas Verdes: Fornecem uma boa quantidade de vitaminas, minerais e fibras com poucas calorias e carboidratos. E principalmente, possui magnésio que é o principal ingrediente dos laxantes, isso porque ele ajuda a atrair água para o intestino de modo que auxilia na passagem das fezes.

Azeite de Oliva: Funciona como um lubrificante, revestindo o reto, o que permite uma passagem mais fácil das fezes, enquanto também estimula o intestino delgado a acelerar o trânsito intestinal.

Café: Estimula os músculos do cólon, o que produz um efeito laxativo natural. Além disso, a produção da gastrina (hormônio que é liberado depois de beber), que aumenta o movimento dos músculos intestinais, o que pode ajudar a acelerar o trânsito intestinal e induzir a evacuação.

Água: Responsável por deixar o organismo hidratado, para manter a regularidade intestinal e prevenir a prisão de ventre.

Xylitol: Passa pelo intestino praticamente sem ser absorvido, isso atrai água para o intestino e acelera o trânsito intestinal.;

Deixe uma resposta